Recuperação Judicial Bancária

 

Olá, hoje vamos falar sobre Recuperação Judicial Bancária, abordaremos conceitos, métodos e soluções para empresas evitarem a falência.

 

Vamos lá! 

 

 

 

O que é?

 

Recuperação Judicial é a reorganização econômica, administrativa e financeira de uma empresa, feita com a intermediação da Justiça, para evitar a sua falência.

 

Geralmente, é uma das últimas alternativas que surgem para o empresário endividado, já que esse processo dá inicio a uma série de medidas para evitar completamente a falência da empresa fazendo o completo ressarcimento dos credores, os quais a empresa deve.


Uma empresa precisa passar por um processo de recuperação quando está endividada e não consegue gerar lucro suficiente para cumprir suas obrigações, como pagar seus credores, fornecedores, funcionários e impostos.

 

A falta de gestão eficiente coloca empresas em situação de crise e na ausência de um planejamento financeiro para pagamento das prioridades leva muitas delas a queda, ocasionando demissões, perda de fornecedores, clientes e muito mais.

 

No caso da Recuperação Judicial Bancária a empresa encontra-se devendo para Bancos e Financeiras. Pois é comum nessa situação o empresário recorrer aos empréstimos para de alguma forma tentar sobreviver, levando-o a crer que está resolvendo um problema. 

 

Aí está o engano já que ele está apenas adquirindo outra dívida o que só piora ainda mais a sua situação, já que taxas de juros bancárias são altas e atrasos ou falta de pagamento trazem o risco da execução judicial dos bens para pagamento das dívidas.

 

A negociação e um plano de recuperação interessa não apenas ao devedor que deseja evitar a falência, mas também às partes com as quais a empresa está em dívida, já que a recuperação é uma forma de garantir os interesses dos credores e dos empregados, graças à possibilidade de recuperação dos créditos e de manutenção dos empregos.

 

Características de uma empresa que precisa de Recuperação Judicial –

  • Estado de insolvência já instalado ou próximo (pré insolvência)

  • Desordem administrativo-financeira

  • Funcionários desmotivados

  • Problemas tributários e fiscais

  • Incapacidade de gerar valor

 

fonte: Dicionário Financeiro

 

 

 

 

Fabianie Mattos Limoeiro, Advogada especialista em Direito Bancário com ênfase em Revisão e Renegociação de Contratos Bancários. 

 

Também atua como Assessora e Consultora para empresas em situação de crise financeira auxiliando o empresário a manter seu negócio e conseguir quitar seus débitos saindo assim do endividamento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe com seus amigos!
Twittar sobre isso!
Compartilhe com sua rede!
Curta esse post!
Please reload

Posts em destaque

DÍVIDA BANCÁRIA RURAL - BANCOS DIFICULTAM NEGÓCIAÇÃO VISANDO O ARRESTO DE FAZENDAS.

August 22, 2019